Youtuber processará Record após ter imagem associada a pedófilo em reportagem da emissora

A hashtag #RecordLixo foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter na manhã desta segunda-feira (3).

Internautas acusaram a emissora de colocar em risco a vida do youtuber Maicon Küster, relacionando a foto do influenciador a um homem acusado de estupro no Maranhão.

Durante uma reportagem em horário nobre neste último domingo (2), a Record exibiu dois perfis no Instagram que seriam do suspeito do crime, sendo que um deles tinha a foto do youtuber.

“Para aliciar as vítimas, Silas [suspeito] utilizava dois perfis falsos nas redes sociais. No primeiro, se apresentava como Talita, moradora de São Luiz do Maranhão. O outro perfil era de Henrique. Na foto ele usava uma peruca loira, e agia com os dois perfis simultaneamente”, disse o telejornal referindo-se a uma imagem do personagem Lorenzo, o Favela de Condomínio, interpretado por Küster.

Em publicação no Twitter, o influenciador afirmou que vai processar a emissora.

“Aí, Record, como vocês são capazes de dizer que o pedófilo preso era ‘ele de peruca’, sendo que a foto é minha? Vocês têm noção que eu corro risco de morte por culpa da irresponsabilidade completa de vocês? Não só vou processar vocês, como pedirei uma retratação público por esse absurdo”, escreveu.

Até o fechamento desta matéria a Record ainda não havia se pronunciado sobre o caso.