Polícia e MP fazem buscas em endereços do prefeito Crivella; celular é apreendido

A Polícia Civil do Rio de Janeiro e o Ministério Público Estadual (MPRJ) cumprem 22 mandados de busca e apreensão, na manhã desta quinta-feira (10).

Endereços ligados ao prefeito Marcelo Crivella são alvos da operação.

A força-tarefa apura um possível esquema de corrupção em contratos da prefeitura com empresas privadas.

Um dos itens apreendidos foi o celular de Crivella.

O ex-senador Eduardo Lopes, o empresário Rafael Alves e o ex-tesoureiro de campanha do prefeito do Rio também são alvos.

Além da casa do prefeito, na Barra da Tijuca, a PF e MP seguem atuando na Baixada Fluminense, no Flamengo, em Itaipava, em Jacarepaguá, em Nilópolis, na Região Serrana e na Tijuca.