A Polícia Federal do Rio de Janeiro encontrou a minuta da rescisão de um contrato supostamente assinado pela primeira-dama, Helena Witzel, com a Quali Clínica Gestão e Serviço em Saúde, empresa que tem como sócio o ex-subsecretário de Saúde do Município.

O documento foi encontrado durante uma busca no apartamento do secretário de Saúde, Lucas Tristão. As informações são da Crusoé. 

As investigações da PF relacionam governador, Wilson Witzel, a empresários e gestores envolvidos em irregularidades e que são acusados de desvio de recursos destinados ao enfrentamento da Covid-19.

Na última quinta-feira (11), a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou o início do processo de impeachment de Witzel, por crime de responsabilidade. Dos 70 deputados, 69 votaram a favor da abertura do processo e um esteve ausente da Sessão.