PF deflagra ‘covidão’ em Roraima

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta (13), a Operação Vírion. A ação tem como objetivo investigar suspeitos de integrarem uma organização criminosa que teria se formado durante a pandemia.

A finalidade dos envolvidos era de fraudar licitações de produtos e serviços para o enfrentamento do covid-19 no estado de Roraima.

As contratações suspeitas de irregularidades envolveriam aproximadamente 50 milhões de reais, utilizados na aquisição de insumos médico-hospitalares básicos, respiradores, testes rápidos, material informativo impresso e leitos em hospitais particulares.

Segundo a PF, o inquérito policial aponta que um ex-secretário de saúde de Roraima, enquanto no cargo, teria se articulado com um deputado estadual e direcionado contratações para empresas integrantes do esquema, inclusive promovendo o rateio de percentuais de quanto seria direcionado a quais empresas.

Mais de 150 policiais federais, com apoio de servidores da Controladoria-Geral da União (CGU), cumprem 36 mandados de Busca e Apreensão em oito estados e no Distrito Federal.