O prefeito ACM Neto anunciou nesta sexta-feira (15) o início das aulas virtuais na rede municipal de ensino para alunos do Ensino Fundamental II e Educação de Jovens e Adultos II (EJA II). A iniciativa alcançará mais de 33 mil estudantes de Salvador. O secretário municipal de Educação, Bruno Barral, também participou do encontro. Segundo ele, não há hipótese das aulas votaram em maio e, talvez, nem mesmo em junho.

Leia também: Palácio Thomé de Souza é desinfectado após casos de coronavírus na cúpula da prefeitura

 “Na primeira etapa, vamos fazer um  trabalho à distância”, declarou, afirmando que a carga horária não será acrescida aos alunos, já que nem todos poderão acompanhar os conteúdos por não possuírem os dispositivos adequados.

“Sabemos que boa parte dos alunos não têm acesso a internet. No entanto, não poderíamos ficar de braços cruzados”, ressaltou o prefeito, lembrando que o calendário escolar está parado há dois meses. Segundo ele, os conteúdos serão transmitidos pela internet e por um canal de TV aberta.

Neto afirma que o conteúdo pedagógico poderá ser ministrado em um calendário especial nos anos de 2020 e 2021. “Estamos conversando com a rede particular de ensino que permita a compensação das aulas perdidas nesse ano. A gente não quer que o aluno perca de ano”.

As aulas serão ministradas em parceria com a Escola Mais, de São Paulo.

*Mais informações em instantes