‘Maju Mentirosa’ lidera no Twitter após reportagem da Globo sobre Bolsonaro e governo

Conforme registrou o Conexão Política, a jornalista Maju Coutinho, âncora do ‘Jornal Hoje’, telejornal vespertino da Rede Globo, fez uma menção na edição desta última segunda-feira (24) que deixou muita gente insatisfeita com o nível de jornalismo da emissora.

Na ocasião, ao fazer menção aos dados atualizados da covid-19 no país, Maju disse que “nem Bolsonaro nem as autoridades do governo presentes prestaram solidariedade às vítimas e aos familiares” durante o evento “Brasil vencendo a covid”, realizado em Brasília.

Não demorou muito para que ela e o veículo de comunicação fossem acusados de mentir.

Ontem (24), no Twitter, a hashtag ‘Maju Mentirosa‘ alcançou o 1° lugar entre os assuntos mais comentados da rede social no Brasil.

Reprodução

Chuva de repúdio

Internautas e até mesmo o presidente da República rebateram o que foi dito na edição do JH. Um vídeo, da cerimônia que foi realizada no Palácio do Planalto, mostra uma médica fazendo homenagem às vítimas e todos fazendo um minuto de silêncio.

Logo, o conteúdo desmentiria o que foi anunciado pela emissora, certo?! Mas não foi isso que a Globo disse ao tentar se justificar.

Acredite se quiser: a emissora buscou um jeito de dizer ao público que não houve fake news e que a informação estava correta.

Na edição desta terça-feira (25), Maju Coutinho informou:

“Ontem, o JH noticiou que durante o evento ‘Brasil vencendo a covid’ nem o presidente Jair Bolsonaro, nem nenhuma autoridade do governo, prestou solidariedade às vítimas. Mas uma médica da Bahia, a doutora Raissa Soares, que não faz parte do governo, pediu um minuto de silêncio e o pedido foi respeitado por todos os presentes, inclusive o presidente”, diz a nota.

Repúdio de todos os lados

Antes mesmo da emissora tenta se justificar, o vídeo da edição de segunda-feira (24) já tinha viralizado nas redes sociais.

Uma das pessoas que ficou extremamente chateado com ocorrido foi  o apresentador Paulo Alceu, da ND Notícias, que rebateu ao vivo a reportagem da TV Globo.

No telão do estúdio, a equipe do programa exibiu o trecho das declarações da edição global.

“Não revereciaram os mortos? Não revereciaram?”, questionou.

Alceu prossegue:

“Isso é mentira! Isso que é fake news! Isso que é fake news news! Dizer que não houve homenagem aos mortos da covid-19 por interesse em atingir a presidência da República é baixo! É triste! É leviano”, afirmou.

Em seguida, ele dispara:

“Isso não é jornalismo! Absolutamente não é jornalismo! Você pode até contestar a cerimônia, você pode ser contra. Você pode contestar a cerimônia que defendia o tratamento precoce, mas jamais deturpar as informações”, disse.

E completou:

“Olha, gente, eu estou falando em defesa da minha categoria — falando em nome da profissão de jornalismo.”

O vídeo segue repercutindo nas redes sociais. Já conta com 200 mil acessos e milhares de compartilhamentos.