Instituições que trabalham na defesa dos direitos de crianças e adolescentes em Salvador receberam R$ 1,12 milhão para investir em ações e itens para combater a Covid-19. Os recursos sairão do fundo municipal destinado a esse público.

As entidades com projetos e ações em execução ou aprovados anteriormente pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) poderão alterar o plano de trabalho e apresentar as atividades de enfrentamento ao coronavírus. Elas serão avaliadas pelo comitê. A aplicação da Resolução 22/2020, publicada no Diário Oficial do Município nesta terça-feira (12), retroagirá a 18 de março deste ano. 

“Estamos falando de uma doença que já ceifou a vida de mais de 11 mil brasileiros. Temos que unir todos os esforços e fortalecer a nossa luta para que passemos por esse momento tão delicado”, destacou o presidente do conselho, Renildo Barbosa. 

Serão beneficiadas com os recursos somente as instituições que integram o CMDCA, que contabiliza quase 400 entidades registradas. O edital com detalhes sobre como solicitar o investimento deve ser divulgado até o final desta semana no site do conselho.