Ibope Recife: Delegada Patrícia é nome mais forte contra João Campos em eventual 2º turno

A candidata Delegada Patrícia (Podemos) é o nome mais forte na disputa de um eventual segundo turno contra o candidato João Campos (PSB).

Apoiada pelo deputado federal Daniel Coelho (Cidadania), a delegada vem crescendo nas pesquisas.

Nas redes sociais, por exemplo, tem crescido o apoio dos conservadores recifenses em torno da candidatura de Patrícia.

De acordo com a pesquisa Ibope, divulgada nesta quinta-feira (15), a candidata do Podemos aparece com 39% das intenções de voto na simulação.

Campos, candidato socialista, tem 44% das menções.

Os dois estão tecnicamente empatados dentro da margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Ainda de acordo com o levantamento, 15% dos entrevistados votariam branco ou nulo num segundo turno, enquanto 2% não opinaram.

Cenários de 2° turno

Delegada Patrícia 39% x 44% João Campos.
Branco/Nulo: 15%. Não sabe/não respondeu: 2%

Delegada Patrícia 42% x 38% Marilia Arraes.
Branco/Nulo: 17%. Não sabe/não respondeu: 3%

Delegada Patrícia 43% x 38% Mendonça Filho.
Branco/Nulo: 17%. Não sabe/não respondeu: 2%

João Campos 44% x 33% Marília Arraes.
Branco/Nulo: 21%. Não sabe/não respondeu: 2%

João Campos 48% x 33% Mendonça Filho.
Branco/Nulo: 18%. Não sabe/não respondeu: 2%

Marilia Arraes 41% x 40% Mendonça Filho.
Branco/Nulo: 17%. Não sabe/não respondeu: 2%

Cenário geral

A pesquisa foi realizada entre os dias 13 e 15 de outubro de 2020 e ouviu 1.001 eleitores da cidade do Recife.

João Campos e a delegada Patrícia foram os candidatos que mais cresceram nesta sondagem.

Mendonça Filho (DEM-PE) perdeu 1 ponto. A petista Marília Arraes, que vem sendo apoiada por Lula, manteve o mesmo percentual.

Confira os números:

João Campos (PSB): 33%

Mendonça Filho (DEM): 18%

Marília Arraes (PT): 14%

Delegada Patrícia (Podemos): 13%

Claudia Ribeiro (PSTU): 1%

Coronel Feitosa (PSC): 1%

Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB): 1%

Carlos (PSL): 1%

Nenhum/branco/nulo: 14%

Não sabe/não respondeu: 3%

Charbel (Novo) e Thiago Santos (UP) tiveram menos de 1% das intenções de voto.

Victor Assis (PCO) não foi citado no levantamento.