Grupo cristão arrecada mais de US $ 500 mil para adolescente que enfrenta acusações por tentar defender sua comunidade durante manifestações violentas do BLM

Um site cristão para a arrecadação de fundos angariou mais de US $ 520.000 para ajudar a cobrir as despesas legais do adolescente da cidade de Kenosha, em Wisconsin, nos EUA, Kyle Rittenhouse, que atirou em três manifestantes do Black Lives Matter na cidade de Wisconsin em 25 de agosto, matando dois.

O site GiveSendGo, criado logo após Rittenhouse ser preso pelo ocorrido, é patrocinado por um grupo chamado “Friends of the Rittenhouse family” (Amigos da Família Rittenhouse), que tem sede em Atlanta, no estado da Geórgia.

Na segunda-feira (28), o grupo já havia arrecadado quase US $ 523.000 em contribuições.

“Kyle está sendo injustamente acusado de assassinato em primeiro grau [homicídio (doloso) qualificado] por um promotor que parece determinado a capitalizar o ângulo político da situação”, diz a página. “A situação era claramente de legítima defesa, e Kyle e sua família, sem dúvida, precisarão de dinheiro para pagar as despesas legais.”

“Vamos retribuir a alguém que corajosamente tentou defender sua comunidade.”

O adolescente Kyle Rittenhouse.

Rittenhouse, de 17 anos de idade, foi preso em sua casa em Antioch, no estado de Illinois, um dia após o tiroteio em Kenosha. O adolescente estava com um grupo armado que, segundo imagens de vídeo, parecia buscar proteger os negócios de Kenosha de saqueadores em meio aos protestos violentos do Black Lives Matter (BLM) na cidade.

Imagens de vídeo da cena mostram manifestantes do BLM se aproximando de Rittenhouse, incluindo Joseph Rosenbaum (36), que é visto atacando o adolescente. Rittenhouse abriu fogo e matou Rosenbaum a tiros.

Ele é visto no vídeo, segurando um rifle AR-15, fugindo de manifestantes que tentam persegui-lo. A certa altura, o adolescente tropeça e um dos manifestantes – mais tarde identificado como Anthony Huber, de 26 anos -, que tenta acertá-lo com um skate. Rittenhouse atira e o mata.

Um segundo manifestante, Gaige Grosskreuts, se aproxima de Rittenhouse com uma arma na mão, em reação, o adolescente atira em seu braço.

Rittenhouse então se levanta e caminha em direção a vários veículos da polícia com as mãos para cima, mas os veículos apenas passam por ele e o adolescente vai para sua casa no estado do Illinois, onde mais tarde foi detido por policiais.

Rittenhouse está preso por acusações de homicídio e luta contra sua extradição para o estado do Wisconsin, onde será julgado.

Uma investigação visual do New York Times (NYT) diz ter analisado horas de transmissões ao vivo para acompanhar os movimentos de Rittenhouse durante e antes dos tiroteios. A investigação sugere que Kyle Rittenhouse agiu em legítima defesa.