Governo argentino cria senha para vítima de violência doméstica pedir ajuda durante quarentena

O Ministério das Mulheres, Gênero e Diversidade da Argentina criou uma campanha com objetivo de ajudar vítimas de violência doméstica e dar visibilidade para o problema durante a pandemia do novo coronavírus. 

De acordo com informações do jornal O Globo, a iniciativa foi implantada em parceria com a Confederação Farmacêutica da Argentina.

Desta forma, todas as farmácias do país aderiram ao protocolo segundo o qual qualquer mulher que se aproximar de um vendedor ou ligar para o estabelecimento e solicitar uma “máscara vermelha” receberá ajuda. A vítima será encaminhada para a Linha 144, que atende os chamados de violência doméstica do país e funciona 24 horas.

“Estamos implementando medidas para estar perto e seguir fortalecendo nosso trabalho contra as violências por motivos de gênero durante o confinamento obrigatório”, escreveu a ministra Elizabeth Gómez Alcorta em sua conta no Twitter no último dia 30 de março.