Feira de Santana: Sindicato denuncia que 50% dos policiais que trabalham em delegacia estão com coronavírus; polícia civil nega

Um dos diretores do Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia (Sindpoc), Luis Arthur, denunciou que metade dos policiais que trabalham na Delegacia de Homicídios (DH), em Feira de Santana, está infectada com o novo coronavírus.

A denúncia foi feita ao site Acorda Cidade, na última sexta-feira (12). Segundo ele, alguns policiais estão doentes e não conseguiram realizar o teste para confirmar a doença.

“Estamos tendo dificuldade e não era para ser assim. Todos eles estavam trabalhando normalmente no dia a dia. Circularam entre as pessoas e ainda há os casos assintomáticos. A delegacia está toda contaminada e não seguiu os padrões exigidos”, denunciou.

Segundo ele, a delegacia não dispõe de álcool gel e não há controle do acesso de pessoas no Complexo de Delegacias do bairro Sobradinho.

Procurada pelo BNews, a assessoria da Polícia Civil informou que que o Complexo de Delegacias de Sobradinho conta com o efetivo de cerca de 90 servidores e três casos de Covid-19 foram confirmados. “Outros três servidores foram afastados preventivamente, por apresentar sintomas gripais”, disse o órgão.

A assessoria garantiu ainda que há distribuição de kits de materiais de limpeza e álcool em gel.

“Todos os policiais civis que atuam em Feira de Santana passam por testagem realizada pela Secretaria Municipal de Saúde e já foram vacinados contra a H1N1, também pela pasta do município. No Complexo, além dos kits de materiais de limpeza, com álcool em gel, sabão, detergente líquido e hipoclorito, os equipamentos de proteção individual também são distribuídos regularmente, além de pulverizadores. O local passa por desinfecção regularmente, realizada também pela pasta da saúde municipal”, diz a nota.