Delação premiada de ex-secretário da Saúde do governo Witzel é homologada

Benedito Gonçalves, ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), homologou o acordo de delação premiada do ex-secretário de Saúde do Rio Edmar Santos, diz O Globo.

O acordo foi assinado juntamente com a Procuradoria-Geral da República (PGR).

Ele terá que devolver cerca de R$ 8,5 milhões aos cofres públicos.

A partir de agora, a PGR agora poderá fazer uso formal do relato do ex-secretário para embasar inquéritos e medidas cautelares.