Damares vai processar colunista da Folha: “Acusação grave; terá que provar na Justiça”

A Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, anunciou em suas redes sociais que vai processar a jornalista Mariliz Pereira Jorge, colunista da Folha de S. Paulo.

No Twitter, ela disse que a Folha publicou mentiras sobre a atuação dela no ministério.

Na ocasião, o jornal veiculou uma matéria afirmando que Damares agiu para impedir aborto de criança de 10 anos. Ainda segundo o conteúdo, enviados da pasta tentaram persuadir conselheiros tutelares e são suspeitos de vazar nome da vítima.

Foi então que Mariliz sugeriu a demissão da ministra, alegando que ela usou “a máquina do governo para tentar subornar funcionários públicos e para assediar cidadãos”.

Em resposta, a ministra frisou que as acusações da colunista da Folha são graves, e que a discussão passaria para uma outra esfera, tendo que ser resolvida no campo jurídico.

“Essa acusação que você faz é grave. Tem provas? Testemunhas? Como isso seria feito, se estamos falando de um programa do Ministério que é efetivado a partir de emendas parlamentares?”, questionou Damares.

E completou dizendo:

“Terá que provar isso na Justiça a partir de agora, cara militante.”