Conversações sobre o compartilhamento de custos para as Forças dos EUA estacionadas no Japão podem começar esta semana

O Japão e os Estados Unidos iniciarão negociações já nesta semana para revisar o chamado “Orçamento de Simpatia” ou “Omoiyari Yosan”, um acordo especial sobre as despesas arcadas por Tóquio em relação às tropas americanas estacionadas no Japão.

As revisões se aplicariam a partir do próximo ano fiscal.

O governo japonês decidiu não propor um valor específico por enquanto, já que os Estados Unidos estão ocupados com as eleições presidenciais de novembro.

As conversas serão realizadas online. Representantes dos EUA falarão com funcionários de nível de vice-ministro do Ministério das Relações Exteriores e Ministério da Defesa do Japão, disseram vários funcionários do governo japonês à Asia News Network.

Sob o acordo atual, que cobre cinco anos a partir do ano fiscal de 2016, o Japão arca com um total de ¥ 946,5 bilhões, incluindo custos de mão de obra para bases militares dos EUA e despesas com serviços públicos.

Esse acordo expirará no final de março de 2021. Os Estados Unidos devem pedir ao Japão que aumente seus encargos financeiros a partir do próximo ano fiscal, mas ainda não apresentou um montante específico, disseram as fontes.

Com a eleição presidencial se aproximando, os Estados Unidos “estão em uma posição difícil para tomar decisões diplomáticas importantes”, disse uma fonte próxima à diplomacia do Japão-EUA.