Os vereadores de Salvador aprovaram o reforço de aproximadamente R$ 30 milhões para os cofres municipais no combate ao novo coronavírus. O Projeto de Lei nº 105/20 com este teor, de autoria do Executivo, passou por unanimidade pela Câmara, em votação semipresencial, na manhã desta segunda-feira (18). 

Para acompanhar a aplicação desse recurso na saúde, após um pedido da oposição, a Casa criará uma comissão suprapartidária para fiscalizar o direcionamento da verba remanejada da operação de crédito junto à Corporação Andina de Fomento (CAF). 

“Temos que criar uma comissão especial suprapartidária para acompanhar a aplicação dos recursos da CAF na saúde”, afirmou o vereador Sidninho (Podemos), líder do bloco de oposição na Câmara. A emenda foi endossada pelos vereadores Edvaldo Brito (PSD), Marta Rodrigues (PT), Marcos Mendes (PSOL), Sílvio Humberto (PSB) e Aladilce Souza (PCdoB).

Ainda na sessão ordinária por videoconferência, os vereadores aprovaram 53 indicações com o tema coronavírus. Cinco vetos do prefeito que sobrestavam a pauta foram mantidos. A sessão foi conduzida pelo presidente Geraldo Júnior (SD).

Os vereadores aprovaram ainda, por unanimidade, o Projeto de Lei nº 104/20, de autoria do Executivo. A matéria prorroga o abono mensal dos Agentes de Suporte Operacional e Administrativo, em extinção, na área de qualificação de Suporte de Serviços de Copa e Cozinha e dos Profissionais de Atendimento Integrado na Área de Qualificação de Médico, com carga horária de 20 horas semanais, que percebem vencimento na tabela salarial de 20 horas.