Ao que parece, a pandemia do novo coronavírus não tem afetado a rotina de moradores de alguns bairros de Salvador que mesmo com a recomendação de ficar em casa para evitar a proliferação da doença seguem se aglomerando em vias públicas. É o caso de Cajazeiras, Fazenda Grande do Retiro e Pernambués. As localidades lideram a lista com maior número de denúncias de aglomeração de pessoas e de estabelecimentos comerciais que descumprem os decretos municipais em Salvador. 

De acordo com a Ouvidoria da prefeitura de Salvador, responsável pelo Disque Coronavírus 160, criado para receber denúncias de locais que estão desrespeitando os decretos, de 16 de março até esta segunda-feira (15), o serviço recebeu 4.810 ligações com pedidos de fiscalizações em Cajazeiras. Já a Fazenda Grande do Retiro ocupa a segunda colocação com 3.182 reclamações, seguido por Pernambués com 3.130 denúncias. 

Ainda segundo a Ouvidoria, Paripe, Liberdade, São Marcos e Itapuã também aparecem na relação dos bairros mais denunciados com 2.959, 2.991, 2.776 e 2.674 ligações, respectivamente.

Com exceção de Cajazeiras, todos os outros bairros citados foram alvos de medidas restritivas  da prefeitura como o
fechamento de estabelecimentos não essenciais , realização de testes rápidos nos moradores, além da higienização de ruas e ações de combate ao coronavírus.

LEIA TAMBÉM: Veja lista atualizada dos casos da covid-19 por bairro de Salvador

Desde quando foi criado, o telefone recebeu um total de 193.532 ligações. Dessas, 100.047 foram protocoladas e encaminhadas para cada órgão responsável para adoção de providências.

Alta demanda de fiscalização de bares com aglomeração e atividade sonora e estabelecimentos comerciais que descumprem o decreto são as solicitações mais demandadas, segundo a Ouvidoria. 

Como denunciar

Para denunciar é preciso entrar em contato com o número 160 e selecionar a opção 1. As ocorrências também podem ser registradas através do e-mail: [email protected] e do portal Fala Salvador: www.falasalvador.ba.gov.br.

A ouvidoria ressalta que não é obrigatório enviar fotos dos locais denunciados. Para fazer a denúncia é apenas necessário descrever qual a atividade que está ocorrendo (bar, restaurante, etc), a quantidade aproximada de pessoas, se há atividade sonora (carro, caixa, paredão), endereço com ponto de referência.