A bancada do PSOL na Câmara dos Deputados solicitou que a Comissão Interamericana de Direitos Humanos faça uma visita emergencial ao Brasil após o anúncio da demissão do ex-ministro da Saúde de Nelson Teich em meio à pandemia do novo coronavírus.

De acordo com informações do portal UOL, em carta endereçada ao presidente do colegiado, Joel Hernandez Garcia, os parlamentares da legenda argumentam que a comissão precisa “averiguar a situação de desmonte e descontinuidade do sistema público de saúde”. 

O documento também descreve a gestão do governo de Jair Bolsonaro de “catastrófica gestão”. A Comissão Interamericana de Direitos Humanos é um órgão da Organização dos Estados Americanos (OEA), da qual o Brasil é membro.

Os deputados também pedem a comissão que se manifeste com urgência sobre a condução do governo perante a emergência sanitária provocada pela pandemia.

“Bolsonaro confronta e menospreza as orientações das autoridades sanitárias nacionais e internacionais, que vão no sentido de promover medidas de contenção, distanciamento social, restrição da circulação de pessoas, colocando em risco a vida dos brasileiros e brasileiras”, diz nota redigida pelos deputados do partido.