O lockdown no município de Candeias foi prorrogado até a próxima sexta-feira (19), após pedido do Ministério Público da Bahia (MP-BA). Com isso, o decreto de suspensão de funcionamento do comércio considerado não essencial segue em vigor na cidade. 

Na recomendação, de autoria da promotora de Justiça Andréa Scaff, o MP orientou que o Município se abstenha de flexibilizar as medidas em vigor sobre a restrição de circulação de pessoas e de regulamentação da atividade de comércio não essencial, sem que tenha sido superada a fase de aceleração do contágio do coronavírus.

“Uma futura decisão de reabertura do comércio não essencial, ainda inviável no cenário atual, deve ser fundamentada tecnicamente, embasa em evidências científicas e análises calcadas em indicadores de vigilância e assistência acerca de informações estratégicas em saúde no Município”, destacou a promotora de Justiça.

A promotora de Justiça destacou a importância do fechamento do comércio pois houve um aumento dos casos de contaminação por Covid-19 em Candeias. “No período de dois dias subiu de 315 casos ativos no dia 10 de junho para 355 ativos no dia 12 de junho, com o aumento expressivo de 54% nas internações hospitalares”, ressaltou. MP-BA